%AM, %17 %328 %2017 %03:%Mar

5 Benefícios de um Blog para sua empresa

Ter um blog para divulgar sua empresa é uma ótima estratégia de marketing digital para atrair clientes para o seu negócio. Muitos empreendedores ainda possuem receio de investir tempo para alimentar o público-alvo com informações sobre o produto/serviço e do próprio mercado que atua. Nesta postagem vamos apresentar 5 benefícios de um blog traz para sua empresa.

1. Credibilidade e Autoridade pelos Consumidores

Usar o marketing de conteúdo é fundamental já que mais de 90% dos consumidores pesquisam na internet antes de adquirir algum serviço ou produto. Não acredita? Então responda se você já buscou informação sobre algo que você tinha interesse em comprar?

As empresas que oferecem informações são bem mais vistas pelo consumidores. Empresas que apresentam informações relevantes sobre sua área de atuação demonstram ser autoridade no assunto e por isso passam ainda mais credibilidade a estes consumidores.

2. O Google vai indicar sua empresa

É fato que você pode pagar para que o Google apresente sua empresa nos resultados das pesquisas de algumas palavras chaves. Ter um blog com um conteúdo original e relevante permite que sua empresa avance nestes resultados sem pagar nada por isso. São os chamados resultados orgânicos.

O Google é transparente nos resultados de suas pesquisas e indica quais os links que pagaram para estarem no topo. Em consequência disso, a maioria dos consumidores afirmam que não gostam e nem confiam nestes links. Se você consegue ir para o topo do Google sem pagar nada por isso, demonstra que sua empresa tem autoridade mesmo no que faz.

3. Fidelizar o cliente

O blog deve falar não apenas sobre sua empresa. Na verdade, evite ao máximo falar sobre ela. Parece ser um conselho estranho, mas o consumidor se sentirá mais atraído se você apresentar informações sobre o que eles gostam e que você oferece.

Não se preocupe, a sua marca estará no blog e ele saberá que você oferece o serviço. Os potenciais clientes vão entrar no seu site para conferir sempre as novas informações que você divulga e quando oferecer uma oferta, será mais fácil resultar as vendas.

4. Integração com suas redes sociais

O Brasil é destaque mundial nas redes sociais e mais da metade dos brasileiros estão inseridos em alguma delas. Se você tem seu blog atualizado com frequência, terá também uma rede social com atualização contínua e um ajudará o outro a conquistar mais fãs e seguidores para a sua empresa.

A maioria das ferramentas para administração de blogs permitem a integração de uma para outra. Por exemplo, quando você posta algo novo em seu blog, este conteúdo pode ir automaticamente para sua página do Facebook. E o que você publica no Facebook pode ser apresentado automaticamente em algum espaço do seu blog.

5. O investimento não é alto

Manter um blog não é algo que exige altos investimentos. Você precisa apenas escolher uma plataforma (gratuita ou paga) e começar a escrever sobre o que você mais entende que é seu produto, serviço e mercado de atuação.

Serviços gratuitos permitem que você não gaste nada para manter sua ferramenta de comunicação, porém, todas possuem certas limitações. Já as ferramentas que cobram alguma assinatura também oferecem alguns mecanismo que ajudam a alcançar seus resultados com menores esforços e o investimento também não é alto quando comparado aos benefícios que oferecem.

Comece hoje mesmo a colocar o seu blog em prática e confira os resultados! Se quiser alguma ajuda ou tirar qualquer dúvida, entre em contato conosco e teremos o prazer de lhe passar algumas orientações.

Que tal começar seu próprio negócio na internet e entrar no mundo do empreendedorismo digital? Nesta postagem apresentamos 4 opções de negócios digitais que você pode montar e lucrar muito sem precisar sair de casa.

Abrir um negócio na internet não exige tanta burocracia, os custos para mantê-lo não são tão altos e o melhor de tudo é saber que mais da metade dos brasileiros utilizam a internet regularmente. Mas vamos às ideias de como lucrar com negócios na internet.

1. Loja Virtual

É um dos meios mais conhecidos de faturar na internet. Utilizando uma loja virtual você possui um estabelecimento aberto 24 horas ao dia e acessível a milhões de pessoas. Desde pequenos artesanatos até automóveis e barcos podem ser vendidos em uma loja virtual.

Há diversas plataformas para ter uma loja virtual que são sistemas prontos que podem ser customizados ao gosto do empreendedor. Além disso, você pode vender seus produtos com opção de parcelamento aos seus clientes e receber tudo de uma única vez com os gateways de pagamento (PagSeguro, PayPal, etc) que são empresas que se responsabilizam por todo o processo de pagamento com o cliente. Ao final da transação essas empresas lhe repassa o valor e você paga apenas comissões a cada venda.

2. Blog

O Blog deixou de ser apenas um diário virtual onde o internauta escrevia sobre o que acontecia com ele ou sobre o que pensava a respeito de alguns assuntos. Hoje, por meio de um blog, muitas pessoas encontraram o caminho para uma carreira profissional.

Você já deve ter pesquisado algum assunto no Google e ter ido parar em um blog especializado no assunto que você pesquisava. Não é? Por exemplo, procurando informações de tratamento capilar, você acabou caindo em um blog sobre estética e beleza. Ou então, você procurava informações sobre seu time de futebol e foi encaminhado para um blog esportivo.

A maioria destes blogs são mantidos por pessoas comuns que escrevem conteúdo sobre assuntos que gostam e para conseguir rentabilizar o projeto, não há muitos segredos: Estes blogueiros ganham dinheiro vendendo espaço para anúncios diretamente à determinadas empresas ou por meio de plataformas de anúncios como o Google Adsenses que se responsabiliza por inserir os anúncios e pagam a cada mil visualizações um determinado valor. É possível ainda vender conteúdo, ou seja, algumas empresas procuram blogueiros que já possuem um público fixo para divulgar certas informações.

3. Canal no YouTube

Trabalhar com canal de vídeos no YouTube não se diferencia tanto de um blog. A principal diferença é que você utilizará vídeos ao invés de textos escritos para atrair a atenção de um público (audiência).

Este tipo de negócio exige também um pouco mais de trabalho, pois você precisará de algum dispositivo para gravar seus vídeos (câmeras filmadoras, smartphones ou mesmo a webcam do seu computador/notebook) e depois fazer a edição com algum software apropriado para esta finalidade.

Você poderá ganhar dinheiro com aquelas propagandas automáticas que aparecem nos vídeos do YouTube (banners ou comerciais de empresas exibidos antes ou durante um vídeo). Você também pode vender vídeos para alguma empresa divulgando produtos, neste caso, as empresas lhe pagarão para você divulgar tal conteúdo.

4. Infoprodutos

Esta é uma nova tendência de empreendedorismo digital. O mercado de infoprodutos no Brasil está crescendo a cada dia e dentro dele estão as vendas de produtos digitais como cursos online, ebooks e revistas digitais, sites com conteúdos exclusivos apenas para assinantes, etc.

Você pode faturar neste nicho de mercado produzindo infoprodutos ou mesmo divulgando infoprodutos de outros produtores. Se você quiser trabalhar divulgando infoprodutos que já estão no mercado, você deve se cadastrar em alguma plataforma de vendas como Hotmart e Monetizze. Nelas você encontrará milhares de infoprodutos que você poderá se cadastrar para divulgar.

A cada venda feita por sua indicação, é repassado uma porcentagem do valor pré-estabelecida pelo dono do infoproduto. Você também pode criar seu infoprotudo e disponibilizar para que outras pessoas façam a divulgação deles pagando uma comissão a cada venda.

Estas são quatro formas de negócios das inúmeras existentes na internet. Para você alcançar o sucesso nelas, é fundamental conhecer os detalhes do ramo de negócio, criar um planejamento e acima de tudo determinação para aplicar suas estratégias.

Em postagens futuras vamos falar um pouco mais detalhado sobre estas opções de negócios digitais e também apresentar outros tipos de negócios. Fique ligado em nosso blog e não perca nossos conteúdos. Se quiser, entre em contato com a Belém Digital e podemos conversar sobre o assunto.

%PM, %22 %827 %2016 %15:%Dez

Público-Alvo: Conhecendo Seu Cliente

Você certamente já ouviu e possivelmente já falou o ditado que diz “o cliente tem sempre razão”. Mas você sabe quem é o seu cliente? Conhece o perfil a qual sua clientela se enquadra?

É primordial definir o público-alvo da sua empresa ou de um produto ou serviço que estiver pensando em incorporar no seu negócio.

Por que definir?

É um erro recorrente nas empresas achar que pode vender ou prestar serviços para todo mundo, embora essa seja a vontade de todas as pessoas que tem um empreendimento. O empresário precisa colher informações para saber qual o perfil das pessoas que tem maior potencial de se tornarem clientes. Ao definir seu público-alvo será possível desenvolver estratégias para atrair e manter esses clientes. Quando queremos agradar alguém procuramos saber do que a pessoa gosta ou precisa, assim também é com o cliente, conhecendo suas preferências você começa a agir mais efetivamente nesse sentido.

Como definir?

Colha o máximo de informações possíveis sobre o perfil que tem mais afinidade com o seu produto ou serviço, observe vários aspectos como: faixa etária, grau de escolaridade, profissão, renda média, etc. De posse dessas informações você já pode definir qual o público que você pode focar. Tente fazer uma pesquisa criteriosa, leve em conta as tendências de mercado, se possível faça essa pesquisa com auxílio de profissionais de marketing, mas se o seu orçamento não permite não se preocupe, confie na sua experiência como empreendedor, se você for novo no ramo faça uma observação crítica antes de definir o seu público-alvo.

Quanto menor melhor

Quanto mais delimitado for o público-alvo definido mais fácil será você propor novas estratégias para atraí-lo, é fácil você juntar recursos para atrair um público selecionado, afinal não se pode agradar a todos quando se trata de um grupo muito grande. Não pense que sua empresa será capaz de atender pessoas de todos os perfis, isso acaba desgastando sua imagem a cada experiência mal sucedida, lembre-se que um cliente insatisfeito pode acabar com sua imagem, principalmente hoje em dia com a praticidade da internet.

Focando no Público-Alvo

Depois de definido quem são os seus clientes potenciais, você tem a oportunidade de tornar sua empresa mais atrativa para eles, começando desde o ambiente e climatização do seu ponto de venda até a forma como vai divulgar seus produtos ou serviços, pode mudar a forma como vai expor os produtos na vitrine, decidir qual forma de pagamento pode disponibilizar, o treinamento da abordagem das pessoas que irão vender ou prestar os serviços, ou seja, tudo pode ser pensado para melhor atender o seu cliente, para fazê-lo se sentir bem atendido e corresponder as suas expectativas.

Flexibilidade

Definir o público-alvo não significa que você vai deixar de atender as pessoas que não se incluem no perfil que você traçou, esse não é o objetivo, mas sim ter um balizador para as suas ações de marketing e fazer com que essas ações sejam mais eficazes. Assim sendo você pode vender e prestar serviços para todos que chegarem até a sua empresa, ao verificar que sua empresa tem atraído pessoas com outro perfil, sua empresa pode traçar os outros perfis e gerar estratégias diferenciadas para cada uma delas. Imagine uma pessoa que tenha uma lanchonete, ela traça um perfil de clientes e foca nesse público-alvo, mas em pouco tempo ela percebe que com a tendência da geração "fitness", surge a necessidade de incluir no cardápio lanches que venham atender as expectativas dessa geração que se preocupa com a saúde e opta por uma alimentação mais natural e de baixo teor calórico. Em alguns casos é possível fazer isso e programar produtos diferentes para cada público identificado, em outros acaba sendo necessário abrir outra empresa ou filial para atender outros perfis de acordo com a viabilidade de um novo projeto se esse se mostrar rentável.

O importante em todas essas ações é que você conquiste seus clientes e crie uma relação de consumo satisfatória, respeitando e cativando seu público a ponto de fideliza-lo. 

A Belém Digital oferece no período de 21 de janeiro a 11 de março o curso de Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas. O curso é voltado para empreendedores e pessoas interessadas em dominar as técnicas de comunicação e marketing usando as principais ferramentas digitais. O carga horária da formação é de 28 horas com conteúdo totalmente apostilado e multimídia.

O curso de marketing digital será ministrado pelo jornalista Diorde Corrêa, que também é coordenador de marketing e projetos digitais da Belém Digital. Segundo ele, "a formação é essencial para que os empreendedores possam compreender a importância do meio digital para o contato com o seu público alvo e o principal: quais as principais ferramentas e como utilizá-las".

O curso pretende oferecer conteúdos e atividades teóricas e práticas, permitindo que os participantes possam ter o máximo de aprendizado. Além disso, a Belém Digital oferecerá aos participantes um ambiente online com espaço para fóruns para discussões sobre os tema tratados no curso e com conteúdos extras.

Confira o conteúdo programático do curso de Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas:

1. A evolução do Marketing; 2. Ferramentas de Marketing Digital: Eu posso ser grande; 3. Casos de sucesso; 4. Sites e Lojas Virtuais; 5. Lading Page e Email Marketing; 6. Redes Sociais; 7. Marketing de Conteúdo; 8. Mais ferramentas de Marketing Digital; 9. Conhecendo meu Público Alvo; 10. O que é um Plano de Marketing e como desenvolver; 11. Noções de Design para Marketing Digital;

Promoção de Natal

A Belém Digital está com promoção de Natal para os interessados em se inscrever no curso de Marketing Digital. O preço normal da matrícula é R$159,00, porém, quem se matricular até sexta-feira, 23 de dezembro, terá 45% de desconto no valor e pagará apenas R$87,00. O curso possui um total de vinte vagas e o desconto valerá apenas para o período estipulado.

As aulas são presenciais no horário de 8h30 às 12h, aos sábados, no período de 21 de janeiro a 11 de março de 2017. A única exigência é que os interessados possuam mais de dezesseis anos. Ao final do curso será conferido certificado de conclusão de curso para quem possuir no mínimo 75% de frequência. Para maiores informações, os interessados podem entrar em contato pelos telefones: (91) 3120-1513, 98088-5094 (WhatsApp) e 99995-3767.

Ter um site é fundamental para qualquer empresa nos dias atuais. Que tal você mesmo criar o seu website ou então se tornar um profissional prestando este serviço para as inúmeras empresas de sua região?  Pois é, agora você poderá ter total capacidade para desenvolver projetos de sites profissionais utilizando as duas maiores ferramentas disponíveis para websites que são o WordPress e Joomla.

A Belém Digital oferece no período de 21 de janeiro a 11 de março o curso de Desenvolvimento de Websites com WordPress e Joomla. A carga horária da formação é de 28 horas com conteúdo totalmente apostilado e multimídia.

O curso será ministrado pelo jornalista Diorde Corrêa, que também é coordenador de marketing e projetos digitais da Belém Digital. Ele explica que "o Joomla e o WordPress são duas das principais ferramentas de desenvolvimento de sites no mundo e segundo pesquisas, mais de 80% dos sites que estão na internet hoje são desenvolvidos com eles. Podemos inclusive dizer que elas são líderes por conta da facilidade de uso, segurança dos sistemas, leveza no carregamento dos sites e ainda por não possuírem taxa alguma pelo uso. Elas são livres para serem usadas por quem quiser".

Joomla X WordPress

O Joomla e o WordPress são líderes no mercado e por conta disso, criou-se vários grupos de usuários que preferem uma ou outra. Porém, este será o primeiro curso envolvendo as duas ferramentas juntas. "São duas ferramentas potentes e podemos conseguir resultados extraordinários com elas. Porém, essa guerra de preferência entre uma e outra não tem sentido. O ideal é que os seus usuários tenham conhecimento de ambas e que saibam identificar qual a melhor ferramenta a ser utilizado em um projeto específico e esse é o objetivo do curso. Capacitar para o uso delas e fazer essa identificação", explica.

Promoção de Natal

A Belém Digital está com promoção de Natal para os interessados em se inscrever no curso de Marketing Digital. O preço normal da matrícula é R$240,00, porém, quem se matricular até sexta-feira, 23 de dezembro, terá 45% de desconto no valor e pagará apenas R$132,00. O curso possui um total de dez vagas e o desconto valerá apenas para o período estipulado.

As aulas são presenciais no horário de 14h às 17h30, aos sábados, no período de 21 de janeiro a 11 de março de 2017. A única exigência é que os interessados possuam mais de dezesseis anos. Ao final do curso será conferido certificado de conclusão de curso para quem possuir no mínimo 75% de frequência. Para maiores informações, os interessados podem entrar em contato pelos telefones: (91) 3120-1513, 98088-5094 (WhatsApp) e 99995-3767.

A promoção de 45% de desconto nos cursos de Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas e Desenvolvimento de Websites com WordPress e Joomla foi prorrogada até sexta-feira, 30 de dezembro. Assim, os interessados em realizar um dos cursos têm a oportunidade de se inscreverem com o super desconto.

Neste período promocional, as inscrições para o curso de Marketing Digital para Micro e Pequenas Empresas terá a redução de R$159,00 por apenas R$87,00. Enquanto que o curso de Desenvolvimento de Websites com WordPress e Joomla será de R$240,00 por apenas R$132,00.

As aulas serão realizadas aos sábados, no período de 21 de janeiro a 11 de março de 2017. O curso de Marketing Digital será realizado no horário de 8h30 às 12h. Já o curso de Desenvolvimento de Websites será no hrário de 14h às 17h30.

As inscrições terão o desconto até sexta-feira, porém, as vagas são limitadas e podem ser totalmente preenchidas antes do término da promoção. Para inscrição é feita como única exigência que os interessados possuam mais de dezesseis anos. Ao final do curso será conferido certificado de conclusão de curso para quem possuir no mínimo 75% de frequência. Para maiores informações, os interessados podem entrar em contato pelos telefones: (91) 3120-1513, 98088-5094 (WhatsApp) e 99995-3767.

Com um total de R$44,4 bilhões em faturamento em 2016, o comércio eletrônico teve motivos para comemorar o ano. Esse total equivale a um aumento de 7,4% nas vendas comparadas ao ano de 2015. As informações são do relatório Webshoppers nº 35, divulgado pela Ebit, empresa de informações sobre o varejo eletrônico nacional e demonstra que os ecommerces caminham na contramão da crise econômica.

O relatório apontou ainda que o número de e-consumidores ativos cresceu 22% na comparação com 2015, de 39,14 milhões para 47,93 milhões.

Outro ponto apresentado pela EBit foi que 21,5% das vendas em 2016 foram por meio de dispositivos móveis (tablets e smartphones). Em 2015 a quantidade de pessoas que utilizaram tais dispositivos para suas compras era apenas de 12,5%.

Com essas informações percebemos que o brasieiro está cada vez mais se adequando ao comércio eletrônico e sobre tudo na utilização de smartphones no cotidiano de pagamentos online.

O EBit fez ainda o top 5 das categorias com maior volume de pedidos. O líder foi as vendas de Moda e Acessórios com 13,6%, seguido bem de perto das vendas de Eletrodomésticos com 13,1%. Em terceiro lugar ficaram os pedidos de Livros/Assinaturas/Apostilas com 12,2%. Em quarto e quinto lugar ficaram os pedidos de itens relacionados a saúde/Cosméticos/Perfumaria com 11,2% e o de Telefonia e Celulares com 10,3%.

Quando aos resultados em faturamento, ou seja, quem concentrou o maior bolo em dinheiro, este top 5 muda a posição. Dos R$44,4 bilhões em vendas é o ramo de Eletrodomésticos quem se destaca com faturamento total de 23%. Em segundo lugar estão as vendas de Telefonia/Celulares com registro de 21%. Em terceiro e quarto lugares estão as vendas de Eletrônicos com 12,4% e Informática com 9,5%. Em quinto lugar ficaram os itens relacionados à Casa e Decoração com percentual de 7,7% do total do faturamento.

O EBit tem expectativa que no ano de 2017, o e-commerce brasileiro fature R$ 49,7 bilhões, com crescimento de 12%.

Página 2 de 2

Dicas e Promoções para o seu Negócio
Cadastre-se e receba em seu e-mail nossas dicas e ofertas especiais.

*Não enviamos spam.