O cartão de visita é um item fundamental para qualquer empresa, pois apresenta as opções de contato aos clientes. Um empreendedor preparado sempre tem alguns em mãos para entregar ao seu público alvo e muitas das vezes ele é a primeira imagem que o consumidor terá de sua empresa. Listamos 9 dicas para criar um cartão de visita eficiente. Fique atento atento para não cometer erros desnecessários na montagem.

1. Quais contatos colocar?

Procure apresentar os contatos básicos de sua empresa como endereço físico, telefones, Whatsapp, endereço do website, e-mail e redes sociais. Se a empresa possui vários colaboradores com contatos próprios, procure imprimir cartões individuais para cada um deles. Assim, você deixará a comunicação mais específica e fácil para o seu cliente.

2. Evite textos e imagens demais

Muitos empreendedores querem apresentar todos os serviços oferecidos por suas empresas através do cartão de visita. Por isso, acabam inserindo textos demais e até muitas imagens. Evite isso e procure deixar o seu cartão de visita o mais limpo possível. Lembre-se que o cartão de visita deve estabelecer uma forma para o cliente entrar em contato com a sua empresa. As informações mais detalhadas da empresa serão obtidas dentro do website e redes sociais. Caso o cliente queira mais informações, entrará em contato por alguma das opções do cartão.

3. Opções Tecnológicas

Você pode inserir em seus cartões o famoso QR CODE com as informações de contatos. Assim, seu cliente poderá salvar todos os dados rapidamente para o seu smartphone. Existem vários serviços gratuitos na internet para você criar um QR CODE com suas informações de contato. Um exemplo é o Qr Code Generator que apresenta vários campos para preenchimentos e ao final o QR CODE é gerado para utilizá-lo em seus materiais impressos.

4. Identidade de Cores

O cartão de visita é uma apresentação da sua empresa. Utilize cores que combinem com sua marca e seu negócio. O ideal é que ao criar seu logotipo, sejam criados também as peças gráficas de sua empresa como o cartão de visita, papel timbrado, envelopes de correspondências, etc. Essa padronização permite fixar sua marca na lembrança do seu público alvo mais facilmente e deixa ainda sua empresa com uma imagem ainda mais profissional.

5. Impressão em um lado apenas ou nos dois?

Não há nenhuma regra universal sobre imprimir os cartões apenas na parte da frente ou então frente e verso. Dependerá muito do objetivo de cada empreendedor. Por exemplo: Muitos empreendedores preferem imprimir apenas um lado do cartão com as informações de contatos e deixando a parte de trás com espaço para anotações. Em outros casos, há empresas que preferem reservar um dos lados apenas para o logotipo e o outro para as informações de contatos. Um conselho: Se você quer utilizar o verso do cartão para anotações, faça a opção de imprimir uma área com linhas especificando que o espaço é de fato para isso. Essa opção demonstra mais organização e profissionalismo.

6. Tipo de papel

A escolha do tipo de papel é um ponto importante no momento de definir seu cartão de visita. Existem diversas opções no mercado. A maioria das gráficas off-sets, por exemplo, utilizam os papéis couchê e reciclato em diferentes gramaturas que vão do 250g até o 300g. Além de papel, é possível imprimir seus cartões em outros materiais como o PVC em diferentes variações como branco, translucido e transparente. Confirme o perfil da sua empresa e de seu público alvo. A partir da definição, você conseguirá escolher a melhor opção para o cartão.

7. Acabamentos especiais

Para destacar seus cartões das outras empresas é possível inserir alguns acabamentos especiais. Estas opções possuem um custo adicional ao preço do serviço e as mais conhecidas são: verniz total (aplicação de uma camada de verniz em um ou nos dois lados do cartão); verniz localizado (quando o verniz é aplicado em apenas alguns locais do cartão, ou seja, destacando apenas algumas informações).

É possível ainda usar laminação fosca nos cartões, que é a aplicação de uma plastificação em um ou nos dois lados do cartão de visita. Esta aplicação deixa o cartão mais resistente. Por fim, temos ainda cortes especiais que deixam os cartões com formatos diferenciados como cantos arredondados, candeados ou mesmo o cartão em formatos de objetos como uma flor, uma porta, um dente, etc.

8. Não sabe fazer? Chame um profissional

Nem todo mundo leva jeito para criar cartões criativos ou mesmo com profissionalismo. É possível encontrar por aí cartões de visita que parecem sido feitos no Ms Word, com imagens desfocadas e em baixa resolução. O trabalho feito por um profissional evitará tais problemas e lembre-se que pagar por esse serviço não deve ser considerado um gasto, mas um investimento. Uma boa arte agradará os olhos dos seus clientes.

9. Guarde seu arquivo

Cuide do seu arquivo de impressão para que você tenha sempre um padrão de cartão. É possível encontrar muitos empreendedores que não dão importância nisso e só dão atenção quando precisam de novos cartões. Caso o empreendedor não tenha o arquivo para impressão, é necessário criar um novo design de cartão e as cores utilizadas na primeira versão são perdidas, assim como o tipo de letra. Isso acaba destruindo toda a identidade visual da empresa. Lembre-se: A gráfica não tem obrigação de guardar seu arquivo. Esta obrigação é sua.

Seguindo estas dicas básicas você não terá problema para montar seu cartão de visita. Mas não esqueça de escolher gráficas sérias e de qualidade para imprimir seu material. Caso precise de um serviço profissional para criar o design do seu cartão ou para imprimi-los, pode entrar em contato conosco. Estamos disponíveis para cuidar do seu serviço. Fique ligado no nosso blog e não perca nossas dicas. Até a próxima.

Publicado em Blog Posts
Chat Facebook
1
Olá! Obrigado por nos visitar. Pressione o botão Iniciar para conversar com o nosso atendimento :)

Iniciar